Depressão pós-parto – dos papais

As mães trabalham mais – até para lembrar o trabalho dos outros!
4 de julho de 2017
Vestindo o bebê para as baixas temperaturas
4 de julho de 2017

Depressão pós-parto – dos papais

Por – Auxiliadora Mesquita

Ninguém havia ainda prestado atenção nisso, mas pesquisas recentes indicam que a depressão pós-parto pode atingir um a cada 25 homens. Um estudo na Nova Zelândia mostrou que o assunto é sério e essa depressão pode acontecer durante o primeiro ano de vida do bebê. A pesquisa aponta que assumir a paternidade antes dos 30 anos de idade pode aumentar os riscos de a depressão ocorrer. Os pais afetados pelo transtorno sentem que tudo que fazem para a mãe e o bebê é ruim ou mal interpretado e muitas vezes se sentem abandonados.

Os sintomas incluem desânimo, mudanças no apetite, dores sem causa aparente, ansiedade, insônia e falta de interesse por atividades que normalmente apreciava. Isso tudo pode ser normal e aparecer como resultado da grande transformação que a chegada do filho gera. Mas se esses sintomas persistirem por várias semanas, vale uma consulta a um profissional.