Menos brinquedos, mais brincadeiras

Dormir cedo é bom para a cintura
30 de julho de 2018
Semana Mundial do Aleitamento Materno
1 de agosto de 2018

Menos brinquedos, mais brincadeiras

Por – Auxiliadora Mesquita

A pesquisadora Alexia Metz, da Universidade de Toledo, na Espanha descobriu que menos é mais quando se trata de brinquedos e brincadeiras. Observando 36 crianças, de 18 a 30 meses de idades, ela descobriu que menos brinquedos aumentavam não só o tempo de brincadeira com cada um dos objetos, mas também a qualidade da brincadeira.

As crianças que recebiam apenas 4 brinquedos (ao invés de 16) brincavam por mais tempo e de forma mais variada com cada um dos brinquedos. A pesquisadora acredita que o número menor de brinquedos disponíveis aumentava o foco e a concentração, o grau de exploração e de criatividade envolvidos na brincadeira.